quarta-feira, 16 de março de 2016

Tecidos....mil e uma utilidades


                                      TECIDOS... 
MIL E UMA UTILIDADES

Guarda-roupa forrado com tecido




Mesmo com a vida muito corrida, prometido é prometido. Vou mostrar rapidamente como forrei o guarda-roupa do quarto de minha filha.

Batalhei para procurar o tecido...internet....Pari, 25 de março...até chegar no Brás.

Uma linda imagem de pássaros gordinhos e cores azuladas...me apaixonei.

Os pássaros representam mensageiros, viajantes que trazem boas notícias, alegrias, encantos, liberdade e boas energias. Aos pares, os pássaros simbolizam união, amor e sorte. 

Com um ar de doçura e romântico, as flores foram substituídas pelos pássaros.
Comprei um pedaço do pano para experimentar se realmente ia ficar bonito e foi aprovado por várias pessoas. O novo tecido é de sarja 100% algodão.

                                           

Retirei o tecido antigo puxando com a mão, que saiu facilmente, pois é colado com cola branca extra.


Retirei porta por porta para iniciar a forração e fiz essa arte sobre a mesa grande de jantar.


Com uma tigela de cerâmica, um pincel macio e um rolinho de espuma, espalhei a cola branca diluída em água em uma proporção de 10% de água.


Coloquei as portas ainda molhadas para secar. Cuidado ao encosta-las na parede, pois grudam e retiram a tinta.


O acabamento interno também é muito importante, então nas emendas colei fita de tecido.


Os pássaros estão em todos os lugares....até no cobre mancha da mesa da Ana Maria Braga, reparem que é o mesmo pano, mas com cores diferentes.


O tecido das portas secam rapidamente e no dia seguinte todas já foram colocadas.
Vale passar uma demão de cola em toda a extensão do tecido para impermeabilização, assim o tecido fica mais durável.
Me empolguei e forrei também o mural de recados.
A mesa de estudos também é forrada com tecido amarelo.
O amarelo é muito bom para as mesas de estudos, pois demonstra atenção e concentração.



Rapidinho não?

Mas para acabar as 11 portas demorou uma semana.....

quarta-feira, 2 de março de 2016



A importância dos Documentos


" Mas para quê tudo isso?"


São perguntas que fazemos e ouvimos de muita gente e que queremos uma resposta rápida e de grande utilidade.

Um exemplo de documento importante e que às vezes não damos muito valor e atenção é o MANUAL DE BOAS PRÁTICAS NA MANIPULAÇÃO DOS ALIMENTOS. Este documento é específico para cada estabelecimento, ou seja, cada um deve ter o seu, com suas características, layout, fluxograma de produção e particularidades.

E pra quê servem?

Além de ser um dos documentos mais solicitado e obrigatório pela Vigilância Sanitária, este manual tem como objetivo comprovar todos os procedimentos e atividades exercidas pelos funcionários e pela empresa. Enfim, no caso de rotatividade de funcionários, as áreas e as funções continuam fixas e o novo funcionário precisará se adequar às normas da empresa.
Segue aquela frase: "É o funcionário que se adapta à empresa e não a empresa que se adapta ao funcionário." A empresa precisa exigir regras e concretizá-las, assim, este manual terá todas essas regras e será peça fundamental para o sucesso operacional.

Outro importante documento é o POP`s, Procedimento Operacional Padronizado, que são todos os procedimentos operacionais obrigatórios daquele estabelecimento. São sinalizados diretamente no local de trabalho para o funcionário ler, entender e realizar o processo corretamente.

Alguns exemplos são:

* como higienizar os hortifrutis;
* como higienizar as mãos corretamente;
* alertas para a retirada de adornos nas áreas de manipulação como anéis, pulseiras, brincos e etc.
* usar jaqueta térmica para entrada nas câmaras frias e muitos outros.

Com todos esses documentos e cuidados com seu estabelecimento, o sucesso operacional e administrativo estarão certos.

Esses documentos são realizados apenas uma vez no estabelecimento e revisados anualmente ou conforme mudanças e necessidades do local.

Por isso, invista na qualidade do seu estabelecimento e durma tranquilo!!!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016




ABRINDO SEU ESTABELECIMENTO
                                                                    
                                                                      Por Flávia Vaz 







Quando vem aquela ideia e expectativa de abrir um negócio no ramo de alimentação, não pensamos em mais nada a não ser no trabalho duro e faturamento, não é mesmo?

Nos esquecemos de traçar um planejamento desde o início, contando com a estabilidade do negócio por um longo período.

Compramos, alugamos, equipamos, contratamos, criamos parcerias e mais um monte de coisas que precisamos para deixar o estabelecimento prontinho para sua abertura.

E simplesmente deixamos a documentação obrigatória de lado, para uma próxima etapa. Como dizem: " Vou abrir primeiro, depois corro atrás da documentação necessária!", aquele jeitinho brasileiro de ser...rsrsrs.

É importante saber que devemos providenciar toda a documentação obrigatória e mantê-la em dia para não sofrer multas, advertências ou interdições futuras. Não seria nada agradável abrir um restaurante já com pendências fiscais.

Para que isso não ocorra fique atento com as portarias vigentes em sua cidade, site da ANVISA, COVISA, PREFEITURA e também orientação e apoio com os profissionais da área como os nutricionistas do segmento de segurança dos alimentos.



Para os estabelecimentos alimentícios, há a fiscalização da Vigilância Sanitária que é realizada por fiscais habilitados em vistoria técnica, onde tendem a orientar funcionários e proprietários quanto as normas e portarias da lei vigente.

É obrigatório apresentar para a Vigilância Sanitária o CMVS, Cadastro Municipal da Vigilância Sanitária, que é o registro dos dados de identificação de estabelecimentos e equipamentos de interesse da saúde no órgão de vigilância em saúde do município. Esse cadastro deve ser renovado anualmente sem custos.

Outros documentos também são de extrema importância para completar a pasta fiscal que você pode abrir para seu estabelecimento, como: certificado de desinsetização e desratização, certificado de treinamento de Boas Práticas na manipulação dos alimentos, certificado de limpeza de caixa d´água, lista de participantes dos treinamentos, Manual de Boas práticas, POP´s, rotulagens nutricionais para produtos embalados e muitos outros.


O acompanhamento da documentação, treinamentos, da manipulação dos alimentos e das normas da vigilância sanitária, é obrigatório por profissionais habilitados nutricionistas, sendo que, para as empresas LTDAs deve-se haver Responsabilidade Técnica.

Agora sim, você pode continuar trabalhando tranquilo!!!



Na próxima postagem vamos saber mais sobre as normas da Vigilância Sanitária que assustam tantos estabelecimentos.







sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

TUDO SOBRE AS PANELAS



SAÚDE É O QUE INTERESSA? 
ENTÃO VAMOS NESSA !!!


A gente tá sempre querendo saber mais mais e cada vez mais sobre tudo o que nos importa em manter nossa vida saudável, e hoje em dia...TÁ NA MODA!!!!

As pessoas estão muito voltadas a saber sobre a alimentação saudável seguida de exercícios físicos, mas esquecem um fator muito importante e que nem sempre dão-se valor:

 "COMO ELABORAR ESSES ALIMENTOS EM CASA".

Ainda está distante (espero que nem tanto!), a elaboração dessa "Alimentação Saudável" que parte de nossas próprias casas.

COMO UNIR TODOS OS FATORES DE COMPRAS, ECONOMIA, QUALIDADE, SEGURANÇA, ELABORAÇÃO E RESULTADOS em um único objetivo....

...VIDA SAUDÁVEL.

É sobre isso que hoje vou dar uma pincelada por aqui, pois percebo a dificuldade das pessoas em desenvolver todos esses FATORES em conjunto.

HOJE VAMOS INICIAR COM O UTENSÍLIO MAIS FAMOSO E MAIS IMPORTANTE DE UMA COZINHA.......AS PANELAS!!!!



Há diversos tipos, materiais e modelos que envolvem essas nossas queridas panelas. Algumas são charmosas, outras são robustas e grosseiras e vai do gosto do cliente escolher a sua.

Então vou descrever rapidamente para vocês, esses tipos e suas características boas e ruins:


PANELA TEFLON



São as mais encontradas nas casas devido ao seu baixo custo e também por ser bem antiga no mercado.
São mais utilizadas pois são antiaderentes e como não precisam de tanto óleo, se tornam (na visão das pessoas) mais saudáveis.
Mas essas panelas podem ser prejudiciais à saúde quando se não forem bem cuidadas: 


Elas podem liberar substâncias nocivas à saúde liberando o óxido de cromo hexavalente, causando danos ao fígado e pulmão.
Por isso o teflon não deve ser riscado ou danificado, caso ocorrer, descartar o uso.

 As panelas de teflon não devem ser usadas sobre o fogo alto e devem ser lavadas com esponja macia e detergente neutro.
Se cuidar, os riscos diminuem!!!


PANELA DE ALUMÍNIO




As panelas de alumínio são as mais baratas e mais comuns e estão relacionadas com a incidência dos males de Alzheimer e Parkinson. 
Não se deve lavar com esponja de aço pois liberam o alumínio aos alimentos. O alimento não deve permanecer na panela ou ser colocada na geladeira pois também libera o alumínio para o alimento.
Se o alimento estiver grudado na panela, coloque água e leve para ferver.
Evite preparar molhos de tomate e doces nessas panelas.

PANELA DE BARRO

São ideais para peixes e frutos do mar, e deve ser mantida em sua cor natural, sem pinturas.
Não liberam nenhuma toxina e o único cuidado é que devem ser mantidas bem secas para não favorecerem a contaminação por bactérias.


PANELAS DE FERRO

Ótima escolha para o feijão, lentilha, arroz, sopas porque mantem o calor e mais....liberam o ferro que é benéfico à saúde no tratamento da anemia.
Elas não deformam com o calor e como retém a temperatura são ótimas para economia de gás.
Devem ser secas no fogão para evitar o ferrugem.


PANELAS DE INOX



As "preferidinhas" dos chefs e de muitas donas de casa que adoram a gastronomia, elas ótimas para a melhor distribuição de calor ao alimento e não liberam nenhuma substância prejudicial à saúde.
Mas.....um ALERTA...!!!! Quem tiver alergia a NÍQUEL, não deve usá-la.
FIQUEM ESPERTOS....GERALMENTE QUEM NÃO PODE USAR BIJUTERIAS SÃO ALÉRGICAS AO NÍQUEL....


PANELAS DE VIDRO


As mais lindas e encantadoras dos lares, são resistentes e duráveis. Não liberam nenhuma substância nociva à saúde, e sem contar que são lindas para colocar direto na mesa sem transportar os alimentos para travessas. Mas o vidro não conduz temperatura adequada aos alimentos e eles podem queimar. Fiquem sempre perto e de olho!!!


AGORA PENSE, ESCOLHA A SUA E DIRETO AO TRABALHO!!!!

#querem mais?....então participem dos meus treinamentos. Informem-se.




segunda-feira, 4 de agosto de 2014


JAPONESE FOOD

TUDO DE BOM....

As vezes não sabemos o que fazer para uma refeição que precisa ser rápida, prática e saudável.
Nem sempre temos aquela vontade de sair e ir a um restaurante, ou até mesmo elaborar incríveis pratos demorados e cheios de incrementos.
Nada mais prático e saudável como as comidinhas japonesas.
Nesta sexta-feira chamei meus familiares para um jantarzinho Kampai em casa, rsrsrs.

Uma porção de 100 g de salmão oferece mais do que 100% das recomendações diárias de selênio. Este mineral tem uma importante ação antioxidante, que contribui para a prevenção de certas doenças crônicas. O salmão também é rico em fósforo, que tem um papel fundamental na saúde dos ossos e dos dentes e auxilia a regeneração dos tecidos. Mesmo sabendo dos problemas atuais do salmão, temos que acreditar em nosso fornecedores, por isso, escolha o melhor da região e com qualidade.

Shimeji branco e preto na manteiga, sushi nigiri de salmão e saint peter e sashimi de salmão.
Tudo regado com um bom saquê geladinho.


O principal do prazer da noite "gastronômica" foi preparar a mesa com as louças certas para dar aquele ar de restaurante japonês. Comer com palitinho "hashi" e tomar o saquê no "guinomi" é TUDO DE BOM....

COMO FAZER O SUSHI
Aprendi a fazer o arroz do sushi nigiri, com os colaboradores da temakeria que trabalhei tempos atrás, era uma diversão aprender com meus amigos de trabalho este manuseio tão gostoso.
Para o arroz:
  • 2 copos de 200ml de arroz para sushi (Guinn, Mirokumai etc)
  • 2 copos de 200ml de água
Para o molho Sushi-Su (cerca de 1/4 da quantidade do arroz):
  • 80 ml de vinagre de arroz ou tempero para sushi (Tozan)
  • 40 g de açucar refinado
  • 8 ml de sake culinario (sake seco)
  • 4 g de sal
  • MODO DE PREPARO

    1. Misturar e levar os ingredientes do molho em fogo baixo somente para diluir o açúcar
    2. Reservar
    3. Lave o arroz 3 vezes e deixe descansando no escorredor por 15 minutos
    4. Coloque em uma panela de modo que ocupe entre 1/3 - metade de sua altura
    5. Coloque a água, tampe bem (importante) a panela e deixe em fogo alto
    6. Quando o vapor começar a sair pela panela, colocar em fogo baixo por 5 minutos
    7. Desligar e manter a panela fechada por 15 minutos
    8. Eu faço o arroz na panela japonesa, muito mais prático
    9. Despejar o arroz em um recipiente largo não metálico (nesse estágio o arroz é chamado de Gohan)
    10. Colocar aos poucos o molho, misturando e "cortando" o arroz e abanando (é importante que o arroz ainda esteja quente)
    11. Agora é chamado de Shari
    12. Depois de pronto arroz deve ser guardado fora da geladeira e tem validade de 3
    Dicas: Não deve ficar destampado e o ideal é que fique em recipiente térmico. 
  • Fonte: Receitas Tudo Gostoso

ITADAKIMASU!!!!
BOM APETITE!!!!



terça-feira, 15 de julho de 2014

Receita de pão sem glúten e hamburguer vegetariano.




RECEITA DE PÃO E HAMBÚRGUER SEM GLÚTEN 

Aposto que vocês vão adorar essas duas receitas que se unidas, formam um delicioso sanduíche.
Ideais para pessoas que querem iniciar uma dieta sem glúten, para celíacos, para pessoas que não curtem muita carne bovina.
Hoje em dia buscamos sempre uma alimentação mais saudável, porem não sabemos muito bem onde encontrá-la pois quase tudo o que consumimos contem desde agrotóxicos até conservantes e aditivos.
 Para os moradores de cidades grandes fica mais difícil ainda encontrar e acreditar nos alimentos livres de toxinas.
Já que esse problema é geral, vamos pelo menos fazer nossa parte.
Temos aqui duas receitas bem saborosas de preparações saudáveis. Esperem que gostem.



PÃO DE TRIGO SARRACENO ( sem glúten)
Ingredientes:
3 ovos inteiros 
3 colheres (sopa) de azeite de oliva (ou óleo de girassol ou de canola)
1 caixinha (aproximadamente 200g) de creme de leite
1 colher (sopa) de açúcar demerara
1 colher (chá) de sal
1 xícara (chá) de farinha de arroz
1/2 xícara (chá) de trigo sarraceno
1/2 xícara (chá) de farinha de mandioca
1 colher (sopa) de fermento seco instantâneo (ou um saquinho de 10g)
1 colher (café) de bicarbonato de sódio
1 xícara (chá) de leite.


Modo de Preparo: No copo do liquidificador colocar os ovos, o azeite, o creme de leite, o açúcar e o sal e bater bem. Depois abra novamente o liquidificador e junte a farinha de arroz, o trigo sarraceno, a farinha de mandioca e vá adicionando aos poucos o leite (ou água), mexendo com uma colher se precisar. Bater tudo novamente e por fim juntar o bicarbonato de sódio, o fermento e bater rapidamente (apenas pulsar) para misturar aos outros ingredientes. A massa fica bem líquida e lisa. Despeje a massa em uma forma de bolo inglês untada com azeite (ou óleo de girassol) e enfarinhada com trigo sarraceno ou com farinha de arroz. Deixe em um local fechado e morno (eu coloquei dentro do forno desligado) por uns 20 minutos até a massa crescer. Depois leve para assar por 30 minutos em 180º até que esteja completamente assado. Faça o teste do palito para se certificar que o pão está assado por dentro.

Dica: Esta massa rende bastante e cresce mesmo, então escolha uma forma grande de bolo inglês ou então divida em duas formas pequenas para não correr o risco da massa derramar enquanto assa.

PARA QUEM GOSTA DE RECEITAS MAIS FÁCEIS, UMA BOA DICA É O PÃO DE MINUTO DE SARRACENO.



1  (chá) de trigo sarraceno, triturar o trigo no liquidificador aos poucos até virar farinha
leite suficiente para dar liga (aproximadamente 1/3 de (chá)
½  (chá) de sal 
1  (sopa) de fermento em pó
2  (sopa) de manteiga ou óleo
  
Peneirar todos os ingredientes secos numa tigela, adicionar manteiga e leite, amassando-os muito bem, até obter uma massa lisa. Fazer pãezinhos não muito altos para que não fiquem crus internamente e colocar em assadeira enfarinhada com farinha de trigo sarraceno. Pincelar com gema misturada com um pouco de açúcar e assar em forno quente por aproximadamente 20 minutos. Sugestão: Substituir o sal por 1 colher de (sopa) de açúcar demerara e rechear com goiabada, marmelada, banana, uva passa, ameixa, frutas secas.

PRONTO.....AGORA QUE SEU PÃO ESTÁ PRONTINHO VAMOS FAZER O HAMBÚRGUER VEGETARIANO?

Hambúrguer de beterraba, arroz integral e cenoura (BAC)
UM VEGGIE BURGUER FANTÁSTICO

Receita da Revista Journal Yoga
Divulgada com carinho pela editora chefe da revista Greice Costa.

Rendimento: 6 unidades
A BETERRABA ASSADA DÁ UMA COR ATRAENTE E UM SABOR ADOCICADO CASANDO MUITO BEM COM O PÃO DE SARRACENO.

Ingredientes:
4 beterrabas médias, descascadas e fatiadas e cortadas em quatro (cerca de 300 g)
2 colheres (sopa) de azeite, divididas, e mais para cozinhar os hambúrgueres 
1 xícara de cogumelos shiitake em cubos
1/2 xícara de cebolinha picada
1/2 xícara de cenoura ralada
1/2 colher (chá) de cominho
1/4 de colher (chá) de páprica picante
1/2 xícara de castanhas de caju cruas
1 lata ( 400g) de grão de bico, escorrido
1 xícara de arroz integral cozido
1/2 colher (chá) de sal
1/2 colher (chá) de pimenta
1 1/2 colher (sopa) de mostarda Dijon

COMO FAZER
Aqueça o forno a 200 graus. Coloque as beterrabas em uma assadeira, regue com uma colher de azeite. Asse até que esteja macio, cerca de 30 minutos. Deixe esfriar. Fatie finamente e coloque em uma tigela grande. Aqueça o restante do azeite em uma frigideira em fogo médio-baixo. Adicione cogumelo, cebolinha, cenoura, cominho e páprica e cozinhe, mexendo até que estejam macios, cerca de 5 minutos. Junte à beterraba. Pulse as castanhas no processador até conseguir um pó. Adicione à tigela.
Pulse o grão de bico no processador até conseguir uma pasta grossa. Adicione à mistura.
Adicione o arroz, sal, pimenta e mostarda à tigela. Misture bem.
Faça 6 hambúrgueres e refrigere por pelo menos 1 hora.
Grelhe em fogo médio-alto ou frite em uma frigideira quente e com óleo de girassol por 4 ou 5 minutos. Vire cuidadosamente e cozinhe por mais 3 a 4 minutos.

DIVIRTA-SE E ALIMENTE-SE BEM
Dr.Flávia Vaz
Nutricionista 
CRN 8228

segunda-feira, 7 de julho de 2014

PÃO SEM GLÚTEN

PÃO SEM GLÚTEN

Com a variedade de farinhas e grãos do momento, buscamos para nossa alimentação riqueza em vitaminas, minerais e sabores impecáveis que nem sempre conseguimos encontrar nas padarias e empórios de nosso bairro.

Neste final de semana fui conhecer a Padaria Integrale, na cidade de Ubatuba, litoral de São Paulo.


Um lugarzinho bem aconchegante que me fez muito bem, um local agradável para você tomar um belo café da manhã, comprar um pão diferenciado para o chá da tarde e para os lanches com a garotada.



Indicada pela minha comadre e amiga Andreza Battaglini, que tem intolerância ao glúten, fomos buscar um delicioso pão de trigo sarraceno, quentinho e com uma aparência divina, aproveitei para comprar um pão de passas com canela também feita de sarraceno.


Para quem não conhece o trigo SARRACENO é um trigo da família do arroz, nativo da Ásia Central que chegou à Europa durante a Idade Média. 
Este trigo pode ser consumido na forma de grão ou farinha para diversos tipos de preparações na culinária como pães, bolos, crepes, molhos, sopa e até na salada.

Rico em nutrientes, fibras, flavonóides (que promove a saúde dos vasos sanguíneos, prevenindo doenças cardíacas), rico em rutina (conhecida como vitamina P, sua ação é de antifragilidade capilar, fortalecendo os capilares e prevenindo edemas nas pernas, sua carência provoca microvarizes e problemas vaculares). 

O pão de sarraceno é adocicado com açúcar demerara orgânico e temperado com canela. 
Este pão se torna saboroso e de aroma fantástico acompanhado com queijo branco, geleias e pastas doces.

Para quem curte Ubatuba vale a pena conhecer esta padaria.